Suspeito de espancar filho após demora para trocar fralda de irmão tem prisão preventiva decretada na Bahia - Salvador | Valter Vieira - Informação de qualidade
19 de fevereiro de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

SALVADOR - 06/02/2018

Suspeito de espancar filho após demora para trocar fralda de irmão tem prisão preventiva decretada na Bahia

Suspeito de espancar filho após demora para trocar fralda de irmão tem prisão preventiva decretada na Bahia

O suspeito de espancar o filho de nove anos, em Paulo Afonso, região norte da Bahia, teve a prisão preventiva decretada em audiência de custódia na Justiça na manhã desta segunda-feira (5). Ele havia sido preso na madrugada de sexta-feira (2) e já foi encaminhado para o presídio da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, Marcus Vinícius Ferreira da Silva teria agredido a criança na quarta-feira (31), após a vítima demorar para atender ao pedido dele de trocar a fralda de um dos irmãos, que ainda é bebê.

A polícia disse também que o suspeito ainda ameaçou de morte a esposa, com quem tem um relacionamento de 12 anos. Juntos, o casal tem três filhos, o menino de 9 anos que foi agredido e outros dois, de 11anos e 1 ano e 11 meses. A polícia não detalhou o sexo das crianças.

O garoto agredido estava cheio de hematomas pelo corpo e com uma lesão no braço. Ele foi hospitalizado no mesmo dia da agressão e liberado na quinta-feira (1º). Diante da situação física da criança, o Conselho Tutelar foi acionado pela unidade de saúde. O menino passa bem e está com a mãe.

Em depoimento, a vítima e a mãe da criança, também esposa do suspeito, disseram ao Conselho Tutelar que o menino caiu de uma árvore. Entretanto, ao ser ouvido pela polícia, o menino decidiu revelar que foi espancado pelo pai.

A família materna da criança foi chamada à delegacia e em depoimento informou que a agressão começou após o pai do garoto pedir a ele que trocasse a fralda de um dos irmãos, mas a criança demorou para realizar o pedido do pai porque foi beber água antes de cumprir com a solicitação. A situação teria irritado Marcus Vinícius, que espancou o filho.

A Polícia Civil revelou ainda que a criança disse que as agressões em casa são frequentes e que o pai também bate na mulher. A esposa do suspeito negou as agressões e não registrou queixa contra o marido.

Diante das negações, a polícia investiga se a vítima está com medo do marido ou se participou do espancamento com o suspeito. A polícia disse que Marcus Vinícius vai responder pelo crime de tortura. G1

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%